25 de abr de 2014

Imperatriz | Duas mil familias recebem titulo de propriedade definitiva de suas moradias



Objetivo da Secretaria de Regularização Fundiária Urbana é chegar a 90% da demanda até 2016 


A data 24 de abril nunca será esquecida por seu Genésio Macedo dos Santos, que desde 1979 é morador do Bairro Bom Sucesso, região do Grande Santa Rita, e somente ontem pôde realizar o maior sonho de sua vida. O jovem senhor de 54 anos que trabalha com venda ambulante, revela que há muito tempo sonhava em ter sua propriedade regularizada, entretanto não esperava que pudesse realizar esse sonho sem muitos esforços. 

Hoje, a expressão cansada já não tem mais espaço, pois o sorriso contagiante pela titulação de seu imóvel se faz superior. O motivo é que somente agora teve a oportunidade regularizar sua propriedade e como ele mesmo disse “desejava muito ter e há muito tempo e me programava para isso, para arcar com as despesas da regularização. O que eu não esperava que fosse receber esse patrimônio de presente”. E é exatamente por isso que abril além de lembrado pelas comemorações cristãs também será (re)lembrado pela tão sonhada conquista de seu Genésio. 

Além do senhor Genésio, cerca de duas mil pessoas nas mesmas condições que ele receberam os títulos definitivos de propriedade de seus imóveis das mãos do Prefeito Sebastião Madeira, e do Secretário de Regularização Fundiária Urbana, Daniel Sousa. A solenidade foi realizada ontem (24) no templo central da Assembleia de Deus e contou com a presença do vice-prefeito, Luiz Carlos Porto, secretários municipais, autoridades políticas e da presença maciça dos beneficiários. 

A titulação dos imóveis no território imperatrizense, na área urbana e rural, concretiza um dos principais compromissos de campanha firmados pelo prefeito Madeira, que enfatizou que seria criada uma secretaria específica que pudesse dar auxilio a todos os proprietários de móveis em situação irregular, de forma que os mesmos pudessem ser regularizados.  “Essa secretaria tem como objetivo auxiliar na solução de conflitos dessa natureza, a secretaria dispõe de corpo jurídico para entrar com as ações cabíveis a cada situação” assinalou o prefeito.


De acordo como Daniel Sousa, além do processo de regularização propriamente dito, a SERF tem pacificado diversas áreas de conflito. O segundo ele, se não fosse a interveniência do Município, muitas famílias teriam sido desalojadas de suas moradias. Exemplo da Vila Davi II, onde os moradores conseguiram a manutenção da posse de seus imóveis e aguardam julgamento do mérito. O mesmo se aplica à Vila Zenira onde foi evitado até derramamento de sangue pela intervenção da equipe da regularização fundiária municipal. 

“Hoje iremos de fato entregar a tão esperada ação coletiva do uso capião. A vila Davi 2 é de fato e de direito de seus moradores, e isso não é uma promessa, é um compromisso hoje cumprido. A secretaria de regularização fundiária não mediu esforços para cumprir com êxito a difícil tarefa para levar esse sonho à população de Imperatriz. Estamos com a tarefa de conduzir este que é o maior programa popular de regularização fundiária do estado do MA para tirar as pessoas da clandestinidade e da insegurança jurídica”, afirmou.


Ascom

0 comentários:

Postar um comentário

Leu? Gostou? Então Comenta!

Copyright © 2014 Agora Binhí!