12 de fev de 2014

A cidade não para, a cidade só cresce...

Era mais ou menos assim, muita efervescência, comércio próspero, negócios indo de “vento em popa”, população de pele desbotada e cabelos claros, contrastando com os nativos, de pele morena, queimados de sol. Era o tempo do agronegócio, do arroz, da madeira, dos crimes de pistolagem, das matinês do Cine Fides e Marabá,  dos bares de música popular brasileira, dos bailes e shows no Juçara Clube, Balneário Yate Clube e do Araçagy, dos encontros da juventude ao cair da tarde na praça da cultura, onde sempre era possível encontrar os artistas da cidade, as vezes tocando seu violão, ou simplesmente, na boemia. Estamos em Imperatriz, Maranhão, e essa é uma legenda para um retrato do que ela foi, entre as décadas de 70-80.

Era uma outra imperatriz. O tempo tratou de tirar-lhe alguns traços que àquela época, pareciam irreversíveis. A população não contrasta mais, todos parecem ter a mesma cor, a mesma expressão de cansaço, o fardo do trabalho duro, árduo. Não mais as matinês dos saudosos cinemas, nem tampouco os bailes dos clubes da cidade, onde crianças e adolescentes acompanhados dos pais se divertiam das 14 às 19h. Agora são carros de som em plena madrugada tunando sons ensurdecedores e reunindo a juventude na Beira rio, na AABB, no parque de exposições ou simplesmente na porta de casa.

Se os jovens das décadas de 70-80 tinham como opção as feijoadas de sábado dos saudosos “Canequinho” e "Caneleiros", onde artistas como Wilson Zara, Erasmo Dibel e Carlinhos Veloz fizeram carreira, posteriormente, as noites dançantes na “Fly Back”, Broadway e na boate "Contramão", e ainda, o singelo “Augusto Shopping”, com suas poucas, mas refinadas lojas, hoje temos inúmeros bares ao redor de toda a cidade para todo tipo de público, a cidade está lotada de lojas cada vez mais populares, temos dois shoppings (Tocantins e Imperial) e duas galerias (Timbira e GV), os clubes não existem mais, pelo menos não os citados acima, mas temos um parque aquático, onde artistas como Stênio e duplas sertanejas fazem carreira.

A cidade não para...



Acompanhe em breve aqui as reportagens sobre:
- Cinemas da cidade (Muiraquitã, Fides e Marabá)
- Augusto Shopping
- Fly Back
- Canequinho
- Juçara Clube

e muito mais sobre a Imperatriz de outros tempos.

0 comentários:

Postar um comentário

Leu? Gostou? Então Comenta!

Copyright © 2014 Agora Binhí!