17 de fev de 2014

Maranhão deve ter duas eleições para governador este ano



SÃO LUÍS - Com a aprovação do projeto de lei nº 012/2014 de autoria do deputado estadual Edilázio Júnior (PV), na Assembleia Legislativa - que regulamenta o processo de eleição indireta para os cargos de governador e vice-governador do estado - o Maranhão poderá ter duas eleições para o Executivo estadual em apenas seis meses.

Se a atual governadora decidir disputar as próximas eleições para o senado (como é de se esperar), um pleito extra pode ocorrer de forma indireta na Assembleia entre os meses de março e abril. 

A Legislação federal e estadual regulamenta a necessidade da eleição indireta se não houver vice-governador (como é o caso do Maranhão). Uma vez que Washington Oliveira foi eleito, também pela Assembleia, conselheiro de contas do Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Maranhão, é obrigatória a eleição indireta na Casa.

Com a possível saída da governadora Roseana Sarney do governo, quem assume imediatamente o Executivo Estadual é o presidente da Assembleia, deputado Arnaldo Melo (PMDB), por um prazo de 30 dias, período de preparação para a eleição indireta.

Candidatos - Arnaldo Melo é um dos cotados pelo grupo governista para ser o chamado "governador tampão", eleito de forma indireta pela Casa. Para que isto ocorra, no entanto, o próprio Arnaldo deverá seguir os tramites da Resolução Legislativa de inscrição de candidatura, e colocar o seu nome na disputa. O processo então passaria a ser comandado pelo vice-presidente da Casa, deputado Max Barros (PMDB), que posteriormente assumiria o comando do Legislativo Estadual.

Além de Arnaldo, surgem como prováveis candidatos do grupo governista para a eleição indireta o pré-candidato ao Governo e secretário de estado da Infraestrutura, Luis Fernando Silva (PMDB) e o secretário-chefe da Casa Civil, João Abreu (PMDB).

Apesar das especulações de bastidores, nem o próprio Arnaldo, tampouco João Abreu ou Luis Fernando admitem a disputa na eleição indireta e condicionam uma provável candidatura à decisão do grupo político. O grupo ainda discute o cenário.

Fonte: O Estado do Maranhão

0 comentários:

Postar um comentário

Leu? Gostou? Então Comenta!

Copyright © 2014 Agora Binhí!